RSS Coração de Jesus - MG Notícias de Coração de Jesus/MG Sun, 17 Oct 2021 12:24:16 -0300 Sun, 17 Oct 2021 12:24:16 -0300 Zend_Feed_Writer 1.12.21dev (http://framework.zend.com) https://www.coracaodejesus.mg.gov.br/rss OFICINA DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO LOCAL - DEL Fri, 15 Oct 2021 17:41:57 -0300 https://www.coracaodejesus.mg.gov.br/noticia/visualizar/id/1039/?oficina-desenvolvimento-economico-local---del.html https://www.coracaodejesus.mg.gov.br/noticia/visualizar/id/1039/?oficina-desenvolvimento-economico-local---del.html
Nos dias 13 e 14 de outubro foi realizada, no Auditório da Secretaria Municipal de Educação, a Oficina DEL – Desenvolvimento Econômico Local. A oficina faz parte de um conjunto de atividades formativas estabelecido entre a Administração Unidos Por Coração, através da Sala Mineira do Empreendedor, com a parceria das diferentes Secretaria Municipais, e o SEBRAE, executadas durante o segundo semestre de 2021. São também parceiros nessas atividades a EMATER e o Banco SICOOB.

Ministrada pelo Facilitador Claudio Ramos, a Oficina DEL teve como objetivos:

 “Propor aos atores locais uma forma inovadora de perceber e compreender o território, destacando os ativos territoriais e as oportunidades de ação para o desenvolvimento;

Oportunizar espaço criativo e colaborativo capaz de abrigar a geração dos primeiros insights para o direcionamento estratégico rumo ao desenvolvimento;

Direcionar estratégias e potenciais políticas públicas para criação de um ambiente favorável e para o tratamento diferenciado às MPEs do município, a partir da análise da dinâmica territorial, mediada pelo olhar proposto pelas dimensões do DEL”
.

A Oficina DEL foi ministrada para 30 participantes, representantes do Primeiro, Segundo e Terceiro Setor, envolvidos diretamente com o desenvolvimento econômico local e capazes de proporem projetos sólidos para alavancar a economia do município, tornando-a mais atrativa, parceira e competitiva, através do conhecimento do contexto econômico do município e instigados por três fortes indagações:

“O que você sente por Coração de Jesus? O que você sonha para Coração de Jesus?, e O que você faz por Coração de Jesus?”.

A partir dessas questões e da compreensão de comprometimento com o desenvolvimento local, as atividades da oficina foram se desenhando através do entendimento da dinâmica do desenvolvimento local, que passa pela compreensão da realidade territorial em cinco dimensões:

Capital Empreendedor (mais e melhores empresas, empreendedores e lideranças), Tecido Empresarial (mais e melhores entidades, redes e conexões);

Governança para o Desenvolvimento (uma visão, um plano e uma institucionalidade);

Organização Produtora (melhor forma de gerar renda e riqueza no território): e

Inserção Competitiva (melhor forma de se integrar ao mundo).

Ao final do segundo dia de oficina foram apresentadas três propostas para o desenvolvimento econômico local. As propostas foram avaliadas por uma banca composta pelos convidados: Jovino (produtor rural), Eduardo Nogueira Melo (vereador e Presidente da Câmara), e Edson (comerciante da área de material de construção). As propostas foram:

Levantamento das cadeias produtivas a fim de estabelecer dados consolidados sobre a produção, produtores e locais em que se encontra;

Elaboração de planejamento estratégico de desenvolvimento econômico local integrado;

Criação de cooperativa, subdividida em câmaras, capaz de acolher todos os produtores locais e suas divisões produtivas.

Durante as atividades, entre outras propostas de ação, ficou definido que, futuramente, será criado o Conselho de Desenvolvimento Econômico de Coração de Jesus, com papel multiplicador para alavancar o desenvolvimento econômico local. Para a criação deste conselho já foi encaminhado ao Jurídico Municipal, pela Sala Mineira do Empreendedor, projeto de lei a ser analisado e encaminhado à Câmara municipal para aprovação.

Ficou criada a Comissão DEL, responsável para levar adiante as propostas votadas, compostas pelas seguintes pessoas:

Domingo Sávio Amaral
Matheus Luiz Ferreira Santos
Flávia Luciana Nery
Camila de Castro Nogueira
César Augusto dos Reis
Kiara Daniele Gonçalves Cardoso
Maria Ilma Lopes
Araci Fiuza da Silva
Wagner Alves Melo
Denise Gonçalves de Alencar
Guilherme Leal Andrade
Edivagner de Matos
Marcos Antônio Pereira Reis
Maria Aparecida Ferreira Júnior
Cristiano da Silva
Gilmar Moreira da Silva
Gilberto Aparecido Soares Medeiros

]]>
PREFEITURA DE CORAÇÃO DE JESUS LANÇA CADASTRO CULTURAL PARA ARTISTAS E ESPAÇOS CULTURAIS Fri, 08 Oct 2021 17:38:42 -0300 https://www.coracaodejesus.mg.gov.br/noticia/visualizar/id/1038/?prefeitura-de-coracao-de-jesus-lanca-cadastro-cultural-para-artistas-e-espacos-culturais.html https://www.coracaodejesus.mg.gov.br/noticia/visualizar/id/1038/?prefeitura-de-coracao-de-jesus-lanca-cadastro-cultural-para-artistas-e-espacos-culturais.html

Prefeitura Municipal de Coração de Jesus, através da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, torna público o Cadastro Cultural de Artistas, Grupos, Empresas e Espaços Culturais do município. O objetivo do Cadastro é fazer o mapeamento desses profissionais e Espaços para implementar os recursos da Lei Federal Aldir Blanc – Lei de emergência Cultural, N 14.017, de 29 de junho de 2020, em Coração de Jesus.

A Lei Aldir Blanc foi criada no ano passado para beneficiar o setor cultural afetado pela pandemia de Covid-19, e foi alterada pela Lei Federal nº 14.150, de 12 de maio de 2021. O município de Coração de Jesus foi contemplado com o Valor Total de R$ 212.421,87 (duzentos e doze mil, quatrocentos e vinte e um reais e oitenta e sete centavos). Este valor encontra-se em conta e agora será utilizado para atender à classe artística e trabalhadores da cultura do município.

Para que artistas e trabalhadores da cultura sejam beneficiados com os recursos é necessário fazer o cadastro e aguardar a homologação do mesmo pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo. O cadastro NÃO garante o direito ao recurso, mas é pré-requisito para seu pleito. Na sequência, serão publicados editais de chamamento Público com as regras da Premiação. Os interessados devem acompanhar as publicações no site da Prefeitura Municipal.

O Decreto de publicação do Cadastro Cultural de Artistas pode ser baixado neste link: https://www.coracaodejesus.mg.gov.br/uploads/norma/18811/Decreto_n_79_2021.pdf.  

O cadastro poderá ser feito no período de 11 de outubro, das 06h, ao dia 22 de outubro, às 23h, pelos formulários disponíveis nos links abaixo. Os formulários fecharão automaticamente no dia 22 às 23h, não podendo mais receber respostas. Quem não conseguir realizar o cadastro online, poderá procura a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, à Praça Ferreira Leal, 510, Centro, Coração de Jesus, nos dias 13, 14, 15, 18, 19, 20, 21 e 22, nos horários de 07h às 11h, e das 13h às 17h, para realização do seu cadastro. Não serão recebidos novos cadastros a partir do dia 22 de outubro e os cadastros que, porventura, forem enviados antes do dia 11 de outubro serão desconsiderados.

Para fazer seu cadastro, basta acessar o link na área pretendida abaixo:

Formulário 1: CADASTRO MUNICIPAL DE ARTISTAS, TRABALHADORES E PROFISSIONAIS DE ARTE E CULTURA DE CORAÇÃO DE JESUS/MG.

Link: https://docs.google.com/forms/d/1urUr8jEnN0hM_dIV65roeSoaLN_lq4Q3poWn5SS3b9o/edit.   

Formulário 2: CADASTRO DE ENTIDADES E ESPAÇOS CULTURAIS DO MUNICÍPIO DE CORAÇÃO DE JESUS/MG.

Link: https://docs.google.com/forms/d/1nV6h616EZuduEXqB_uYY9-pik0X1pJZdyig-Dg4TphY/edit.  

 

Qualquer dúvida sobre a execução da Lei Aldir Blanc no município de Coração de Jesus deverá ser encaminhada para o e-mail: leialdirblanccj@gmail.com.

]]>
Visita Guiada Bem Patrimonial Tombado Gruta Madame Cassou Wed, 06 Oct 2021 14:25:31 -0300 https://www.coracaodejesus.mg.gov.br/noticia/visualizar/id/1037/?visita-guiada-bem-patrimonial-tombado-gruta-madame-cassou.html https://www.coracaodejesus.mg.gov.br/noticia/visualizar/id/1037/?visita-guiada-bem-patrimonial-tombado-gruta-madame-cassou.html Na data de ontem, a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo de Coração de Jesus, realizou visita guiada com alunos, pais e outros responsáveis e professoras da EM Quirino José da Silva, à Gruta Madame Cassou e à Cachoeira do Canabrava. Esses atrativos turísticos fazem parte do patrimônio cultural material natural de Coração de Jesus e estão situados nas imediações da cidade. A Cachoeira do Canabrava está dentro do perímetro urbano e fica a 600m da cidade. Já a Gruta encontra-se em terreno particular a 1800m da cidade.

A visita guiada tem a intenção de apresentar e situar o estudante e a família dentro de um espaço específico que promova aprendizagens, como museus, bibliotecas, universidades, centros culturais ou científicos, parques entre outros. No caso da atividade realizada, foi escolhida a Gruta Madame Cassou para a ação, que foi realizada na parceria entre a SMCT e a EM Quirino, no cumprimento de ações do Plano Municipal de Ação de Educação para o Patrimônio e Difusão Cultural e do Programa Educação e Família, criado pelo Governo Federal e aderido pela Escola.

A atividade Visita Guiada ao Bem Patrimonial Tombado Gruta Madame Cassou faz parte das atividades da SMCT na execução de seu Plano Municipal de Ação de Educação para o Patrimônio e Difusão Cultural, pelo qual o município precisa realizar várias atividades educativas a fim de divulgar o Patrimônio Cultural do município e preparar os munícipes para seu conhecimento e preservação e pleitear mais recursos de ICMS Cultural. Esta atividade enquadra-se nas ações de visitas a bens culturais com público diversificado, sendo escolhido o público escolar, incluindo alunos, pais e demais responsáveis de alunos e servidores escolares.

Por outro lado, a EM Quirino José da Silva efetivou a parceria para desenvolver atividade do Programa Educação e Família, realizando a visita guiada com alunos e responsáveis, a fim de ampliar o processo de aprendizagem para além dos muros da Escola, materializando ações que envolvem a vida familiar e melhorem a relação ensino-aprendizagem na escola, além de possibilitar a ampliação dos resultados metodológicos, avaliativos e práticos esperados.

Além das parecerias para realização de atividades específicas, a SMCT desempenha funções de visitação aos bens patrimoniais do município, bastando os interessados fazerem sua agenda junto à mesma, através do e-mail ou presencialmente, conforme meios de contato e endereço registrados no site da Prefeitura na área da Secretaria.

A visita foi muito positiva, e além da Gruta Madame Cassou, foi visitada ainda a Cachoeira do Rio Canabrava. Os visitantes não perderam tempo, e vários entraram nas águas do Rio Canabrava. Alunos e demais pessoas envolvidas demonstraram grande interesse pelos bens visitados e pelas orientações do guia. Um aluno afirmou que o passeio foi “o melhor que já teve na vida”, recebendo atenção e apoio de vários colegas e professores.

Durante a realização da atividade foi praticada a ação de coleta de lixo descartado dentro da Gruta e no percurso da trilha. Os alunos e professores, munidos de EPIs adequados, removeram o lixo, trouxeram-no e depositaram em lixeiras na cidade. Esta prática de educação ambiental faz parte das propostas de atividades culturais e turísticas da SMCT.

Vale destacar que o Bem Patrimonial Gruta Madame Cassou está entre os atrativos mais importantes e mais bonitos de Coração de Jesus. De formação cárstica (era calcária, mais ou menos 1,8 milhões de anos), a gruta foi explorada pela primeira vez no século XIX, pela exploradora francesa Madame Cassou, cujo nome foi lhe dado em homenagem. A Gruta Madame Cassou está entre os atrativo mais visitado do município e, embora ainda não esteja estruturada para o uso definitivo de turistas, recebe constantemente visitantes locais e de outras regiões, deixando todos encabulados com sua beleza e acessibilidade.

Por outro lado, a Cachoeira do Rio Canabrava pertence à memória cultural e afetiva de Coração de Jesus desde a época colonial. Em suas proximidades foi montada a terceira Usina Hidrelétrica da América Latina, em 1922, para fornecimento de energia pública e privada a Coração de Jesus. A maioria dos jovens da geração anterior à atual frequentou a Cachoeira em tardes de domingo, dias de festa ou em qualquer hora do dia, dependendo de sua ocupação em casa, na escola ou no trabalho e, claro, dependendo do controle dos pais. A Cachoeira do Rio Canabrava vem sendo cada dia mais frequentada.
]]>
CARTILHA PATRIMÔNIO CULTURAL MATERIAL Mon, 04 Oct 2021 21:11:44 -0300 https://www.coracaodejesus.mg.gov.br/noticia/visualizar/id/1036/?cartilha-patrimonio-cultural-material.html https://www.coracaodejesus.mg.gov.br/noticia/visualizar/id/1036/?cartilha-patrimonio-cultural-material.html Esta Cartilha tem como objetivo apresentar os principais bens patrimoniais arquitetônicos de Coração de Jesus. Resulta de atividade cadastrada na 8ª Jornada do Patrimônio Cultural de Minas Gerais que, no ano de 2021, tem como tema “Caminhos do Patrimônio: contemporaneidade e novos horizontes”. Assim, a Secretaria de Cultura e Turismo de Coração de Jesus, como Proponente da atividade, pretende percorrer os caminhos do patrimônio material de Coração de Jesus, apresentando os principais bens arquitetônicos do município e um pouco de sua história e sua importância para a cultura local. Os bens patrimoniais aqui apresentados estendem-se desde a arquitetura colonial portuguesa, passando pela arquitetura de origem quilombola, pela arquitetura moderna, pela arquitetura religiosa de origem cristã católica e evangélica até a arquitetura mista resultante de modificações arquitetônicas através dos tempos.

]]>
CORAÇÃO DE JESUS REABRE FEIRA LIVRE Sat, 04 Sep 2021 17:27:16 -0300 https://www.coracaodejesus.mg.gov.br/noticia/visualizar/id/1035/?coracao-de-jesus-reabre-feira-livre.html https://www.coracaodejesus.mg.gov.br/noticia/visualizar/id/1035/?coracao-de-jesus-reabre-feira-livre.html Neste sábado, 04 de setembro de 2021, os Feirantes de Coração de Jesus, com apoio da Administração Pro Bem de Coração e outros parceiros, reabriram a Feira Livre do município.

A Feira Livre de Coração de Jesus faz parte da memória econômica e cultural do município, especialmente por favorecer um ambiente de igualdade comercial para os pequenos produtores e artesãos locais, além de contar com apresentações de artistas.

Durante muitos anos, A Feira Livre foi realizada na rua em frente ao antigo mercado, na ponta Norte da Praça da Matriz. Após o fechamento do Mercado Municipal no local e seu deslocamento para o prédio construído na Avenida Montes Claros, a Feira Livre também migrou para lá, sendo instalada nos fundos do Novo Mercado. Já nesse tempo havia perdido muito de seu caráter de Feira Livre, restringindo-se mais aos produtos da agricultura familiar.

Ao longo dos anos, após ser deslocada da parte histórica da cidade, entre períodos de fechamento e reaberturas curtas, e também por questões políticas, a grande Feira Livre de Coração de Jesus passou a ser chamada de “feirinha”, e chegou a ser mudada, por pouco tempo, para o bairro Renovação. Posteriormente, através de várias tentativas de reabertura, veio a funcionar na Avenida Montes Claros, em frente ao atual prédio do Mercado, ou no fundo do mercado, e, no ano de 2019, em frende ao Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Coração de Jesus, abrindo por pouco tempo, sendo impedida de continuar devido à Pandemia de Covid-19. Nesse processo de vai e vem, a Feira Livre foi perdendo força e deixando a população angustiada.

Neste ano, a Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente e a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, em parceria com as Secretarias Municipais de Serviços Urbanos, Saúde, Assistência Social, Administração e Finança, em parceria com a Sala Mineira do Empreendedor, com a EMATER e apoiadas pela Administração Pro Bem de Coração, oferecem suporte aos feirantes para reabertura e realização da Feira Livre.

A reabertura da Feira Livre, neste sábado, 04 de setembro, procura resgatar suas características originais, entre as quais a participação de feirantes de todas as regiões do município, entre eles agricultores e artesãos, que podem oferecer seus produtos à venda no mesmo lugar, livres de encargos financeiros, senão aqueles próprios para boa oferta de seus produtos.

A Feira Livre estará funcionando na Praça da Matriz, com apoio da Paróquia Santíssimo Coração de Jesus, em todos os sábados a contar de hoje e a partir das 06h da manhã. As secretarias e demais parceiros estão oferecendo a estrutura básica e sanitária para os feirantes, bem como a divulgação da Feira.

Devido às limitações causadas pela Pandemia de Covid-19, ainda não estão liberadas as apresentações artísticas em ambientes abertos, a fim de evitar aglomeração e facilitar a circulação dos feirantes, clientes e visitantes.

Ao final do expediente de hoje, avalia-se que o saldo da reabertura da Feira Livre foi muito positivo, com feirantes, administração, parceiros e população em geral apresentando satisfação com o fato, críticas positivas e prevendo melhoras nos próximos sábados. A expectativa ainda é de que, após a reabertura da Feira Livre de Coração de Jesus, os distritos e povoados do município venham a reabrir suas feiras locais, ampliando os espaços para os feirantes disponibilizarem seus produtos à venda.

Para participar da Feira Livre, os interessados devem procurar a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, na Rua Comendador Lafetá, 776, Centro de Coração de Jesus, e fazer o seu cadastro.

Reiteramos que foram respeitadas todas as medidas sanitárias ao enfrentamento à Covid-19 na realização do evento.
]]>
PAV – PONTO DE ATENDIMENTO VIRTUAL DA RECEITA FEDERAL Thu, 19 Aug 2021 16:26:37 -0300 https://www.coracaodejesus.mg.gov.br/noticia/visualizar/id/1034/?pav--ponto-de-atendimento-virtual-da-receita-federal.html https://www.coracaodejesus.mg.gov.br/noticia/visualizar/id/1034/?pav--ponto-de-atendimento-virtual-da-receita-federal.html Coração de Jesus agora conta com um novo serviço de atendimento aos munícipes: o Ponto de Atendimento Virtual da Receita Federal (PAV). Este programa foi instituído pela Portaria RFB Nº 29, de 16 de abril de 2021, e consiste num.

... espaço estruturado por ente parceiro para fornecimento de orientações e prestação de serviços da RFB, implantado após a formalização de parceria mediante Acordo de Cooperação Técnica ou Acordo de Cooperação (Art. 2º, da Portaria N 29, de 16 de abril de 2021).

Para ter acesso aos serviços do PAV, os interessados deverão cumprir as exigências definidas no Art. 3º da Portaria:

Art. 3º O interessado que demandar serviços por meio de PAV deverá dar autorização expressa para uso do serviço e para acesso a informações protegidas por sigilo fiscal, conforme o Anexo III desta Portar.

O PAV está funcionando em Coração de Jesus desde junho de 2021. O objetivo deste novo programa no município é oferecer serviços da Receita Federal de forma gratuita e sem a necessidade dos cidadãos corjejuenses estarem se deslocando para outra cidade. O Ponto de Atendimento Virtual (PAV) está localizado na Sala Mineira do Empreendedor, situada à Praça Doutor José Carlos de Lima, s/n, centro em Coração de Jesus, MG, e conta com os seguintes serviços:

Cadastros
CAEPF – inscrição ou alteração de dados; CAFIR – inscrição, alteração, cancelamento ou reativação; CNO – inscrição, alteração ou anulação por multiplicidade; CNPJ – inscrição, alteração e baixa; CPF – inscrição, alteração e regularização.

Certidões e situação fiscal
Consulta pendência fiscal PF, PJ e imóvel rural; certidão de regularização fiscal; certidão de obra.

Declarações e Demonstrativos
Cópia de declaração e recibo para PF – DIRPF, DIRF BENEFICIÁRIOS e DITR; cópias de declarações e recibos – GFIP, PERDCOMP, DACON, DMEP; consulta pendências malha fiscal; consulta restituição e situação fiscal – DIRPF.

Pagamentos
Emissão de arrecadação – DARF e GPS; retificação de documento de arrecadação – REDARF/RETGPS.

Processos e Procuração
Conversão de processo eletrônico para digital; cópia de processo (exceto de PJ Lucro Real/Presumido/Arbitrado); juntada de documentos; impugnação, recurso, manifestação de incomodidade, procuração RFB.

Assim, se você precisar abrir, regularizar ou encerrar uma empresa, ou realizar qualquer outro dos serviços listados acima, e ainda muitos outros ou obter mais informações, de forma gratuita, basta ir à Sala Mineira do Empreendedor e obter seu atendimento.

Além do PAV, a Sala Mineira do Empreendedor oferta vários utrps serviços, tornando-se um espaço para prestação de serviços que vão desde a orientação empresarial básica até a tramitação de documentos e processos relativos ao funcionamento regular  das empresas.  Entre as várias funções da Sala Mineira do Empreendedor, estãoas de estimular o empreendedorismo, preparar empreendedores para formalização de negócios e aumentar a longevidade, competitiva e inovação do pequeno negócio.

A meta da administração municipal é transformar a Sala Mineira do Empreendedor em um espaço único de referência para o empreendedorismo local. Por isso foi agregado aos serviços da mesma o Ponto de Atendimento Virtual (PAV) da Receita Federal, e em breve serão agregados um ponto de atendimento do PROCON Regional e um ponto de atendimento da Receita Estadual (SIAT)*.

*Sobre esses novos serviços, veja matéria publicada aqui em 13 de agosto de 2021.

Para mais informações sobre o PAV e outros serviços da Sala Mineira do Empreendedor, entre em contato pelo telefone (38) 992068531, ou e-mail: salamineira.cordejesus@gmail.com.

Para ler na íntegra a Portaria N 29, de 16 de abril de 2021, acesse https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-rfb-n-29-de-16-de-abril-de-2021-314932197.
]]>
CORAÇÃO DE JESUS SEDIA REUNIÃO PARA IMPLANTAÇÃO DE SEDE REGIONAL DO PROCON Fri, 13 Aug 2021 18:03:09 -0300 https://www.coracaodejesus.mg.gov.br/noticia/visualizar/id/1033/?coracao-de-jesus-sedia-reuniao-para-implantacao-de-sede-regional-do-procon.html https://www.coracaodejesus.mg.gov.br/noticia/visualizar/id/1033/?coracao-de-jesus-sedia-reuniao-para-implantacao-de-sede-regional-do-procon.html Com informações do site do CIMAMS e do Portal do G1

 
Coração de Jesus sediou, na manhã desta quinta-feira, 12 de agosto de 2021, reunião para implantação da sede do Procon Regional. O município está entre os 19 municípios polos que se tornarão sedes do Procon Regional. O evento realizado pelo Consórcio Intermunicipal Multifinalitário da Área Mineira da Sudene – CIMAMS, que também coordena o projeto, ocorreu no plenário da Câmara Municipal, e reuniu representante do Ministério Público do Estado de Minas Gerais, prefeitos, vereadores, procuradores de justiça dos municípios que integram este polo, representantes do SEBRAE e autoridades locais.

O prefeito Robson Adalberto Mota Dias, destacou a importância da sede regional do Procon. Ao G1 afirmou que “Trazendo um grupo de prefeitura reunidas com um mesmo objetivo e em consórcio ter esse custo dividido e prestar um serviço de uma forma mais efetiva à população. Robinho aproveitou a presença do promotor Felipe Caires e solicitou a sua interlocução junto ao Ministério Público para a cessão do espaço da antiga cadeia pública para abrigar a sede do Procon Regional.

O secretário executivo do CIMAMS, professor Luiz Lôbo, destacou a necessidade da união de forças para ampliar o serviço de defesa do consumidor, através da instalação do Procon Regional, cujo objetivo principal é fortalecer e garantir a execução plena dos direitos dos cidadãos.

O coordenador Regional de Defesa do Consumidor de Montes Claros, Promotor Felipe Caires, disse que a implantação do Procon regional será revolucionária e copiado por outras regiões do Estado e que não pode ser vista como uma empresa que multa o comerciante, mas será para melhor proteção do cliente e do comerciante que trabalha de acordo à lei, o qual será protegido da concorrência predatória. Felipe Caires enfatizou que uma das finalidades do Procon é educar e que é preciso realizar ações educativas sobre as finalidades do Procon, inclusive as escolas.

Segundo o Procurador do CIMAMS Danilo Oliveira, 80% dos municípios do Norte de Minas não tem unidade própria do Procon. Para ele, a implantação dos Procons Regionais irá facilitar muito a vida do cidadão, que terá o atendimento realizado por 19 unidades regionais, distribuídas em 71 unidades locais.

Na mesma reunião foi discutida também a necessidade de implantação de um Serviço de Inspeção Municipal – SIM, previsto para ser implantado juntamente com os Procons Regionais. Sobre o SIM, Luiz Lôbo disse que há necessidade da realização de um estudo mais profundo e posteriormente colocado em prática. Para Felipe Caires, o SIM trata da integração da economia local, pelo qual o pequeno produtor poderá vender seus produtos para outros locais que não apenas seu próprio município, ampliando o mercado e a receita do pequeno produtor, a arrecadação do município, fixar a população no campo e contribuir com o meio ambiente.

A sediação regional do Procon em Coração de Jesus conta também como o apoio do SEBRAE e da Sala Mineira do empreendedor, que vem desenvolvendo várias outras no atendimento à população local.
 
Veja mais sobre essa notícia em
 
e em
]]>
CULTURA QUILOMBOLA EM AÇÃO: ofícios, personagens, história e tradição na Comunidade do Brejinho Wed, 04 Aug 2021 16:55:38 -0300 https://www.coracaodejesus.mg.gov.br/noticia/visualizar/id/1032/?cultura-quilombola-em-acao-oficios-personagens-historia-e-tradicao-na-comunidade-do-brejinho.html https://www.coracaodejesus.mg.gov.br/noticia/visualizar/id/1032/?cultura-quilombola-em-acao-oficios-personagens-historia-e-tradicao-na-comunidade-do-brejinho.html No dia 27 de julho de 2021, o Conselho Municipal de Proteção ao Patrimônio Cultural de Coração de Jesus e a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, representados pela Conselheira Érika Karine de Almeida e pelos Conselheiros Eduardo Nogueira Melo e Gilberto Aparecido Soares Medeiros (Secretário de Cultura e Turismo do Município), fizeram-se presentes na Comunidade do Campo de Brejinho, Distrito de São Geraldo, a convite dos líderes locais, para participar de reunião a fim de apoiar a comunidade nos esclarecimentos das atividades a cerca da candidatura da mesma ao certificado de Comunidade Remanescente de Quilombos. O diálogo entre a comunidade, o COMPAC e a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo teve início no mês de abril deste ano. Deste então, a comunidade vem se mobilizando a fim de se candidatar à certificação.

Os Conselheiros e Conselheira identificaram na comunidade um ambiente extremamente favorável para a candidatura à certificação. Trata-se de uma constituição comunitária que tem preservado elementos fundamentais de origem quilombola visíveis a olho nu, como casas antigas de taipa (enchimento, como são conhecidas popularmente) e adobe, cobertas por telhas comuns; vales divisores de territórios abertos por mãos escravas; partes importantes de uma “cerca” de pedra calcária levantada por antecedentes escravos. Além desses elementos arqueológicos, a comunidade conta com personagens importantes cuja memória e práticas laborais são as tradicionais, como o Sr. Nascimento, que, em um momento da reunião, disse: “Hoje estou me sentindo tão importante como todo mundo!”, ao ser lembrado da importância do seu ofício como artesão de balaios e peneiras de taboca e bambu, pilões e mãos de pilão de madeira e tecedor de redes e tarrafas de pesca, ofícios raros atualmente. A Sa. Dilma, funcionária pública e líder religiosa da comunidade, que mantém as atividades de fiandeira, tecedeira de esteira de palha de buriti e enfeites de folhas de coquinho azedo, atividades que mescla com maestria à produção da arte moderna do tricô. Os Srs. Gilson e Valdeci, produtores de gamelas de madeira e colheres de pau e o Sr. Luiz, que também produz balaios de bambu e outros instrumentos da cultura local.

Impressiona a firmeza das gerações mais jovens que mantém as tradições recebidas de seus antepassados, como as jovens mulheres e esposas Leidiane, Rejane, Josiane e Ângela Marcia que, mesmo com todo o acesso a elementos modernos, como fogões a gás, geladeiras e celulares, produzem adobes para suas cozinhas, optando por esse elemento invés de tijolos perfurados e outros. Essas jovens também mantém viva a cultura das festas populares, como as festas juninas e, junto com a comunidade, mantém um dos elementos da tradição religiosa regional praticamente extinto: o Terço Cantado.

Além desses elementos da cultura material e imaterial, sobressaem ainda as comidas típicas na alimentação: frango caipira, bolo cabo de machado, biscoitos de goma de mandioca e erva doce, bolo de fubá, beiju de mandioca, farinha de mandioca entre vários outros, e o uso diário de instrumentos da cultura local, como cuias de cabaça, gamelas de madeira, fogão de lenha, pilões de madeira, balaio e peneiras de taboca entre muitos outros.

A comunidade conta com uma igreja católica, que está passando por ampliações e reformas, com uma Escola Municipal de Ensino Fundamental I e com uma Associação de Moradores que atendem, além do núcleo comunitário local, as regiões de Barroca Funda e Pontal, todas integrantes da Comunidade Brejinho.

A participação do COMPAC e da SMCT deu-se especialmente no esclarecimento dos elementos que ainda não haviam sido compreendidos por algumas pessoas na comunidade, ressaltando as orientações já passadas na reunião de abril com os líderes locais e que vêm sendo debatidas entre eles e os demais integrantes da comunidade. Durante a conversa foi possível observar a empolgação das pessoas e a importância que estão dando ao processo que, muito para além da certificação, resgata a memória cultural comunitária, cujas raízes estão fundadas nas centenas de anos de trabalho dos seus antepassados.

Os líderes Comunitários locais tem-se empenhado na tarefa do diálogo com a comunidade nesse processo de resgate e fomento da cultura de origem remanescente de quilombo, cujos efeitos positivos podem ser observados na grande quantidade de elementos que se tornam visíveis a cada dia e no grande interesse de todos em conquistar para a comunidade o certificado de auto declaração de Remanescente de Quilombos. Para todos os efeitos, “Nós já nos chamamos de quilombolas”, enfatiza as jovens Leidine e Rejane.

Veja esta matéria também em https://www.facebook.com/smculturacoracao
]]>
BOLETIM INFORMATIVO N 05 2021 Tue, 06 Jul 2021 14:21:55 -0300 https://www.coracaodejesus.mg.gov.br/noticia/visualizar/id/1031/?boletim-informativo-n-05-2021.html https://www.coracaodejesus.mg.gov.br/noticia/visualizar/id/1031/?boletim-informativo-n-05-2021.html Boletim cultural mensal em formato de PDF, para acessar, baixar, compartilhar e enviar em qualquer mídia digital. Se quiser receber por e-mail, mande uma solicitação pelo e-mail secretariadeculturacj@gmail.com.

]]>
AS TRADIÇÕES DAS FESTAS DE FOGUEIRA EM CORAÇÃO DE JESUS Fri, 25 Jun 2021 15:53:08 -0300 https://www.coracaodejesus.mg.gov.br/noticia/visualizar/id/1030/?as-tradicoes-das-festas-de-fogueira-em-coracao-de-jesus.html https://www.coracaodejesus.mg.gov.br/noticia/visualizar/id/1030/?as-tradicoes-das-festas-de-fogueira-em-coracao-de-jesus.html Os elementos formativos das tradições populares de Coração de Jesus possuem raízes coloniais e são, quase 300 anos depois, muito fortes. Embora muito das tradições populares locais tenham se perdido ao longo do tempo pelo constante desmonte causado por diferentes fatores, a persistência desses elementos, especialmente as partes visíveis, são facilmente identificáveis. Entre as manifestações populares são importantes para a cultura local as Festas de Fogueira.

As Festas de Fogueira, ou Festas Juninas, como são denominadas regionalmente, constituem festejos e celebrações nos dias dos Santos: Santo Antônio (comemorado em 13 de junho), São João (comemorado em 24 de junho) e São Pedro (comemorado em 29 de junho). Quando introduzidas no Brasil pelos portugueses no Século XVI, as festas eram denominadas Festas Joaninas, em referência a São João, cujos festejos eram os mais importantes na Península Ibérica. Com o passar dos tempos, o nome foi mudado para Festas Juninas, em referência ao mês no qual são celebradas.
Historicamente, essas festas eram realizadas na Europa durante o Solstício de Verão, que corresponde, no Hemisfério Norte, ao mês de junho. De origem pagã, as festas eram celebradas na passagem da Primavera ao Verão, período da realização das colheitas, como forma de afastar os maus espíritos e quaisquer pragas que pudessem atingir as colheitas.

A partir do momento em que o Cristianismo se consolidou como principal religião na Europa, as festas do Solstício de Verão foram sendo cristianizadas e seus elementos modificados ou incorporados aos festejos cristãos. Essa era uma prática comum na Igreja Católica: para converter muitos povos pagãos, a Igreja aculturava suas festividades, adicionando-as ao Calendário Católico e acrescentando a elas elementos cristãos.

Ao chegar ao Brasil, esses festejos absorveram elementos culturais de outros povos, como os povos nativos brasileiros, os povos africanos e, posteriormente, os povos asiáticos ou outros povos europeus. Esses elementos podem ser identificados na presença de alimentos como canjica, pipoca, o forrobodó africano, balões e lanternas de papel, dança de quadrilha, a levantada de bandeiras entre outros. A presença da fogueira foi introduzida pelos Jesuítas e baseia-se na crença de que Santa Isabel acendeu uma fogueira para avisar Maria do Nascimento de João Batista. A levantada de bandeira nasce também dessa crença, pois acredita-se que Isabel também tenha pendurado uma boneca em um mastro para que maria pudesse ver, ao longe, que João tinha nascido.

No entanto, as Festas Juninas brasileiras aproximaram-se, de maneira mais concreta, da vida rural e suas práticas. Inicialmente de cunho profundamente religioso, as Festas Juninas migraram para a ala popular, embora mantenham vínculos indissociáveis da religiosidade. Da sua proximidade com a vida rural, absorveram elementos importantes como os integrantes das danças de quadrilha, ou não, vestirem-se como caipiras de forma caricata, a produção de biscoitos e bolos a partir de receitas caseiras, o quentão como bebida, a farofa ou paçoca como comida e muitos outros elementos.

Especificamente em Coração de Jesus, embora não tão diferente de outros lugares do Brasil, sobretudo do Nordeste, as Festas Juninas apresentaram elementos populares singulares, sobretudo as simpatias. Além da prática de se dar voltas na casa com a bandeira, cantando cantigas populares, depois de a terem buscado na casa de um benfeitor ou “ladrão”, eram costume os batizados e os compadrios de fogueira e as simpatias casamenteiras. Há relatos locais de que a Igreja Católica, quando informada dos batizados de fogueira, não batizavam novamente as crianças na Igreja, mas apenas ministrava-lhes os elementos do ato do batismo faltantes, como o óleo, considerando, assim, o batismo de fogueira como autêntico. Se esses relatos são verdadeiros, ainda há de se confirmar. O fato é que, se um dia o foram, hoje não são mais permitidos. Pelo contrário, essa prática popular foi sendo efetivamente desestimulada pela Igreja. Na prática o batismo de fogueira servia a dois propósitos: dar vasão a um elemento persistente da religiosidade popular e agradar a amigos que não podiam ser padrinhos na Igreja: porque não eram casados, ou porque outros amigos foram escolhidos para serem os padrinhos.

O compadrio de fogueira consistia num ato de se saltarem a fogueira de um lado para o outro, de mãos dadas, enquanto se pronunciavam algumas palavras. É preciso informa que, para a cultura local, esses atos constituíam verdadeiros compromissos para a vida inteira: padrinhos de fogueira são padrinhos verdadeiros assim como compadres de fogueira são compadres verdadeiros.

A simpatia casamenteira, realizada especialmente na festa de Santo Antônio, localmente adquiriu requintes de crueldade, consistindo no ato de virar a imagem do Santo de cabeça para baixo e assim deixá-la até que o problema fosse resolvido. Essa simpatia era realizada sobretudo por mulheres em busca de um marido.

Outro elemento da tradição local, embora possa não ser tão observado como os demais, é a água Benta do dia de São João. Na religiosidade popular local, todos os rios de água corrente e limpa são abençoados na noite de São João. Este elemento está estreitamente ligado ao ato do batismo de Jesus por João Batista no Rio Jordão. Conforme a cultura popular local, deve-se apanhar a água do rio antes do sol tocá-lo. Quem mora em cidades ou locais longe de rios, podia colocar uma vasilha de água do lado de fora da casa, mormente sobre um jirau ou sobre a própria casa, que seria abençoada à noite, devendo ser retirada antes do sol nascer.

Embora as Festas Juninas tenham perdido muito de seus elementos tradicionais na região, elas não foram abandonadas. Sua celebração acontece todos os anos, embora de modo esparso e mais tímido. Nas noites dos Santos de junho é costume as pessoas acenderem suas fogueiras nas portas das casas ou nas ruas. As comidas são feitas em casa para alimento dos próprios familiares e amigos. Soltam-se fogos de artifício e dançam-se quadrilhas. As danças de quadrilhas, após um tempo de decrescimento, voltaram a ser realizadas em grande quantidade no município, especialmente incentivadas pelas Escolas. Ainda são realizadas Festas de Fogueira em vários lugares, embora muitas delas não pratiquem mais as levantadas de bandeiras e as simpatias. No entanto, testemunhos atuais confirmam que, ainda neste ano de 2021, estão sendo realizados atos como batismo e compadrio de fogueira, e é provável que simpatias de Santo Antônio Casamenteiro também, embora menos visíveis.

Na modalidade econômica, as Festas Juninas criaram um comércio local importante de venda de comidas típicas, material de ornamentação e aluguel de roupas caracterizadas. E mesmo durante a Pandemia de Covid-19, que impossibilitou a realização de festas com grandes aglomerações, elas não deixaram de ser celebradas e o comércio continua ativo, incluindo agora a modalidade delivery.

Em Coração de Jesus é comum associar à Festa do Dia de São Pedro a Festa de São Paulo, celebrando assim São Pedro e São Paulo no mesmo dia. Embora presente na cultura religiosa popular local, a celebração vinculada dos dois Santos é influenciada pela própria Igreja Católica, que atribuiu aos dois o patronato de Roma, virtudes praticamente iguais e por serem os grandes pilares do Cristianismo primitivo.

Os itens mais comuns nas Festas Juninas de Coração de Jesus podem ser elencados da seguinte forma: dança de quadrilha; enfeites com bandeirolas, ramos e palhas de coco; fogueira; comidas e bebidas típicas; pau-de-sebo (quase extinto); fogos de artifício; vestimentas caracterizadas; música (especialmente forró) e balões de São João (praticamente extintos). Outros elementos modernos foram sendo introduzidos ao longo do tempo, como o correio elegante, barraca do beijo, prisão do amor ou da amizade, música eletrônica e outras formas musicais, barracas comerciais (se a festa é de caráter comunitário) entre vários outros.

Parte de cantiga da Festa de São João 
“São João diz que tem
Um abolsa de dinheiro,
Prá comprar a Bahia e o Rio de Janeiro”.
 
Fórmula do batismo de fogueira
“São João disse,
São Pedro confirmou,
Eu sou seu padrinho,
Que São João mandou”.
 
Uma das fórmulas do compadrio de fogueira
“São João dormiu,
São Pedro acordou,
Vamos ser compadres,
Que São João mandou.
Boa noite compadre!
Boa noite comadre!
(Salta a fogueira, ou um tição acesso, para lá e para cá três vezes enquanto se repete a fórmula).
 
Para mais conhecimento, acesse:
 
]]>